Home Equity: saiba mais sobre este tipo de empréstimo

Home Equity: saiba mais sobre este tipo de empréstimo

O empréstimo com garantia de imóvel é um dos créditos mais baratos do mercado. Você coloca seu bem como garantia e tem a segurança de ter a menor taxa de juros, além de conseguir valores mais altos. Essa modalidade também é conhecida como Home Equity.  

O dinheiro adquirido com o empréstimo pode ser utilizado da forma que você desejar. Seja para investir em capital de giro para o seu negócio, trocar dívidas caras por uma única mais barata, reformar a sua casa ou comprar uma nova e, ainda, antecipar o valor da venda de um imóvel.  

As vantagens do Home Equity são várias, mas muitas pessoas ainda acumulam dúvidas a respeito da modalidade. Por isso, o Blog do CV decidiu esclarecer as principais para você! 

 

O empréstimo pode ser do mesmo valor do imóvel de garantia? 

A resposta é não. O valor máximo para empréstimo através do Home Equity é de 60% do valor do bem que você dará como garantia. O objetivo é que o solicitante não adquira uma dívida maior do que pode suportar.  

Essa modalidade de empréstimo é um meio para se ter acesso a taxas de juros reduzidas e prazos mais estendidos. Porém, o seu uso não é indiscriminado e o limite do valor é uma regra geral.  

 

É possível colocar um imóvel financiado como garantia? 

Um imóvel não pode ficar alienado com mais de uma instituição. E o que isso quer dizer? Um imóvel alienado é uma propriedade que foi financiada, mas que o comprador não conseguiu arcar com as parcelas. Neste caso, o banco toma o bem e revende para que não fique no prejuízo.  

Se você tem um imóvel que está financiado com uma instituição financeira, mas você quer dar ele como garantia para pegar um novo empréstimo com outra instituição, isso pode causar um problema. Caso você não consiga pagar as parcelas do primeiro financiamento ou do segundo, uma confusão na alienação do bem poderia ser gerada.  

Em casos como esse, a instituição com a qual você pretende fazer o Home Equity pode quitar seu primeiro financiamento por dentro da operação de crédito. Além disso, de acordo com o Banco Central, só é possível emprestar até no máximo 60% do valor do imóvel, então você poderá solicitar o saldo devedor como crédito e aliená-lo à operação.  

 

O que é analisado no Home Equity? 

Normalmente, as instituições fazem três análises antes de conceder o empréstimo com garantia de imóvel. São elas: 

  • Jurídica 
  • Financeira 
  • Imobiliária 

A avaliação jurídica serve para verificar se o imóvel que será dado como garantia está regularizado e se não há processos envolvendo o proprietário. Já a análise financeira trata-se de consulta de score na Serasa, por exemplo, e avaliação de comprovação de renda. Por fim, a análise imobiliária é a avaliação das qualidades do bem e o valor de mercado.  

 

O que é alienação fiduciária? 

A alienação fiduciária é a possibilidade do contratante, ou seja, a pessoa que pediu o empréstimo dando seu imóvel como garantia, continuar usufruindo do imóvel. Ou seja, continuar morando nele, por exemplo.  

O credor, que é a instituição que vai emprestar o dinheiro, vincula em seu nome a documentação legal do bem, mas o contratante mantém o direito de posse direta.  

 

Características singulares do Home Equity 

Esse produto, que também pode ser chamado de refinanciamento imobiliário, apresenta algumas características particulares. As principais são: 

  • Não é propriamente um financiamento imobiliário, mas sim um crédito pessoal, já que o devedor é o dono do imóvel; 
  • O valor do empréstimo é disponibilizado de uma única vez ao devedor e, assim, ele pode utilizar o dinheiro como achar melhor; 
  • A garantia neste tipo de empréstimo é real, o que faz com que os juros sejam mais baixos que em outros empréstimos.  

 

Home Equity não é comum no Brasil 

Os brasileiros são, de certa forma, familiarizados com o Home Equity. Não por pratica-lo, mas sim por ouvir falar da modalidade nos filmes americanos. Quem aqui nunca ouviu o termo hipoteca? Pois é… eles são quase a mesma coisa.  

Porém, existe uma diferença importante entre as duas modalidades. No home equity, o imóvel fica sob a posse do banco (alienação fiduciária), até que a dívida seja quitada. Na hipoteca, que praticamente caiu em desuso no Brasil, isso não acontecia. 

O Home Equity começou a, de fato, ser implantado no país no ano de 2007. Antes disso, muita gente utilizava a modalidade de crédito pessoal com objetivo semelhante, mas há uma certa diferença entre uma e outra. 

 

Dados do Home Equity 

De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), só no ano de 2020, foram concedidos mais de 18 mil empréstimos do tipo Home Equity. Este número corresponde a mais de R$ 4 bilhões e o valor supera os dados de 2019 em 25%.  

Já em 2021, só no primeiro semestre do ano, o total de novos contratos chegou a 11.151. O volume emprestado no período ultrapassou R$ 2,3 bilhões e a expectativa é que o ano feche com mais um recorde de financiamentos.  

 

Cuidado para não perder sua casa! 

O Home Equity é um instrumento poderoso de obtenção de crédito, mas é preciso ter cuidados para evitar insegurança para todas as partes. Ele deve ser utilizado com moderação.  

Um dos perigos que a modalidade traz é a possibilidade de o devedor perder o seu imóvel. Ao adquirir o crédito, ele recebe o dinheiro para utiliza-lo como bem entender. O devedor pode aproveitar a oportunidade e quitar dívidas com juros maiores, adquirir um novo imóvel ou fazer investimentos seguros.  

Porém, é preciso ter cuidado para não ceder a impulsos de consumo, como trocar de carro, fazer viagens, comprar bens não essenciais. Isso pode comprometer o seu imóvel e desestabilizar a sua situação financeira.  

Ao optar pelo Home Equity, nunca se esqueça de que o imóvel será levado a leilão em caso de inadimplência.  

 

Você já conhece o CV?  

Este conteúdo é oferecido para você pelo Construtor de Vendas, o CRM mais completo do mercado imobiliário. Contando com as soluções de prospecção, venda, relacionamento, gerenciamento e integração, o CV te permite ter um panorama total da sua gestão comercial na tela do computador.    

Da prospecção de leads ao pós-venda, você garante otimização e agilidade nos seus processos internos. Quer conhecer mais? Acesse o site do CV!     

Para saber sobre o mercado imobiliário, gestão de vendas e outros assuntos atuais, acompanhe o blog e nos siga no Instagram.   

Está achando que acabou? Não mesmo! Acompanhe outros posts aqui no Blog do CV!  

 

Você também vai gostar de:

Olá, cliente!

Gostou do CV e quer descobrir mais sobre nossas possibilidades? Entre em contato com a gente via Chat ou WhatsApp e saiba como podemos te ajudar!

WhatsApp

Entre em contato pelo WhatsApp CV!

Chat Online

Entre em contato pelo Chat Online CV!

Voltar

Solicite Demonstração