Assinatura eletrônica: como funciona no mercado imobiliário 

A assinatura eletrônica é simplesmente um marco na digitalização do mercado imobiliário. 

 Se você trabalha com vendas, fatalmente já ouviu falar no termo experiência do cliente, e em como esta ideia vem transformando os processos comerciais neste setor, e em muitos outros.  

Pois bem, a assinatura eletrônica foi e é um destes avanços capazes de transformar de maneira irreversível a experiência do cliente que deseja comprar ou vender imóveis.  

Por quê? Eu explico. Prever e eliminar as objeções que impedem um lead de atravessar o funil de vendas é a maneira mais eficiente de garantir que ele feche negócio, e alcance satisfação com a compra. Uma boa experiência ajuda a vender mais e melhor.  

Enciclopédia do Marketing Imobiliário

Sem a assinatura eletrônica, a burocracia no processo de compra e venda de imóveis chegava a submeter o cliente a um ciclo de 40 dias em média. Com a digitalização, essa perspectiva cai para dois dias.  A diferença na experiência do cliente é profunda.  

Antes, entre as idas e vindas a bancos e cartórios, o cliente se via cansado e confuso. Com a digitalização da assinatura, saem de cena a necessidade de deslocamento e a enorme quantidade de documentos impressos, e entram: a economia, a agilidade, a segurança, além da possibilidade de fechar negócios à distância. Tudo isso com validade jurídica, com uma assinatura eletrônica equivalente à do próprio punho. 

Se você já entendeu a importância da assinatura eletrônica para o mercado imobiliário, e deseja utilizar esse recurso como diferencial competitivo na hora de converter seus leads, eu vou lhe contar o que você precisa saber para implantar essa modalidade em seus projetos. Vamos lá!

Sumário

 Como surgiu a assinatura eletrônica  

Em junho de 2020, a Medida Provisória n° 983 foi publicada e trouxe mudanças importantes nas modalidades de assinatura eletrônica disponíveis no país.  

Até então, apenas existia a assinatura eletrônica do tipo qualificada, que é aquela aplicada a partir de Certificado Digital, regulamentada pela Medida Provisória nº 2.200-2 de 2001.  

Esta mesma norma foi a responsável pela criação da Infraestrutura de Chaves Públicas (ICP-Brasil), e do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (INTI), tendo uma importância significativa no início da Certificação Digital no Brasil. 

Em setembro de 2020, a MP n° 983 foi sancionada e virou Lei n° 14.063, norma que ampliou o uso e a aceitação da assinatura eletrônica, regulamentando as interações entre pessoas e instituições privadas com os entes públicos e entre os próprios órgãos e entidades públicas. Com isso, a Lei criou dois novos tipos de assinatura eletrônica: simples e avançada. 

As novas regras simplificaram a utilização de assinaturas eletrônicas e a relação com entes públicos, diminuindo a burocracia em diversos nichos de mercado.  

O setor imobiliário, conhecido por ser tradicional e engessado pelos processos burocráticos institucionais, diante da digitalização forçada pela pandemia de coronavírus que impulsionou a sansão da Lei em 2020, comemorou a ampliação das possibilidades da assinatura eletrônica como um avanço na própria cultura do mercado.   

De posse desta nova ferramenta, corretores passaram a mapear seus processos de venda para entender qual modalidade de assinatura eletrônica pode ser usada em cada documento.  

Agora, para que você possa fazer este mapeamento com eficiência, eu vou lhe explicar como funciona cada uma das modalidades de assinatura eletrônica quando aplicadas no processo de compra e venda de imóveis. Vem comigo! 

assinatura eletrônica: close em mãos manuseando um tablet em cima de uma mesa.

Modalidades de assinatura eletrônica  

Como eu expliquei, no ano de 2020, houve uma ampliação nas possibilidades de uso de assinaturas eletrônicas. A partir daquele ano, as modalidades passaram a ser: assinatura eletrônica qualificada; assinatura eletrônica avançada; e assinatura eletrônica simples. Vamos a cada uma: 

Assinatura eletrônica qualificada ou assinatura digital  

 A assinatura eletrônica qualificada (também conhecida como assinatura digital) é a modalidade que carrega o Certificado Digital emitido exclusivamente pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras (ICP-Brasil), validada pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI). 

No que se refere a processos de compra e venda de imóveis, quando se tratar de atos de transferência e de registro de matrícula no Cartório de Registro de Imóveis e escritura pública, esta é a modalidade que deverá ser utilizada na interação.  

Imagem do lançamento imobiliário na prática

A modalidade qualificada é a única autorizada no trato com o poder público que envolva sigilo constitucional, legal ou fiscal. 

Assinatura eletrônica avançada  

É uma modalidade que utiliza criptografia, e também exige o uso de Certificado Digital, seja ele emitido por uma autoridade vinculada à ICP-Brasil ou não. Todas as informações de quem assina ficam vinculadas ao documento em questão. 

Esta assinatura deve ser utilizada nos casos em que se exige mais segurança com relação à identidade de quem assina. Por isso obriga o preenchimento de cadastro de dados pessoais, captura de foto tipo selfie, e confirmação de identidade através de dados biométricos ou um PIN (Personal Identification Number).  

Neste sentido, a obrigatoriedade do Certificado Digital reforça a segurança porque comprova a identidade e criptografa o documento.  

No caso do mercado imobiliário, esta é a modalidade de assinatura eletrônica indicada para contratos de compra e venda, por exemplo.  

Assinatura eletrônica simplificada  

A assinatura eletrônica simplificada é indicada para casos em que o acordo oferece baixo risco, sem necessidade de certeza absoluta da identidade de quem assinou.  

Neste padrão, não é preciso ter confirmação de identidade e criptografia, basta que se utilize RG e CPF. A verificação é feita por métodos simples, como e-mail, identificação corporativa, ou código por telefone.  

A assinatura pode ser grafada na tela de algum dispositivo (tablet, smartphone, etc.) e sua validade depende de um acordo expresso entre as partes envolvidas no acordo.  

Este tipo de assinatura é recomendado para documentos simples como confirmações de recebimento, agendamentos, recibos, aceites de propostas. 

Se você deseja saber mais um pouco sobre os tipos de assinatura eletrônica, eu recomendo este vídeo: 

Assinatura eletrônica na prática  

Até aqui vimos que a assinatura eletrônica é um marco na digitalização das práticas no mercado imobiliário. E, apesar deste ser um setor conhecido como tradicional, a transformação digital vem acontecendo dia após dia, com a adoção de mais e mais ferramentas que chegam para otimizar o trabalho e garantir resultados.  

Se você parar para pensar, o processo todo pode ser pensado de forma digital: 

  • Captação, com anúncios digitais 
  • Atendimento, com ferramentas de mensagens instantâneas, chatbots, e redes sociais  
  • Gestão do relacionamento, com e-mail marketings programados  
  • Convencimento de venda, com tour virtual pelo empreendimento 
  • Fechamento de contrato, com assinatura eletrônica  

Viu só? 

Se você se interessa pelo assunto e quer saber mais sobre a digitalização do mercado imobiliário, pode gostar de: 

LINKS 

Na prática do seu trabalho, quando se trata gestão de leads, eu sei que os passos são muitos.  

Por isso quero lhe explicar por que você precisa entender a assinatura eletrônica como parte de um processo maior, que é a própria gestão dos seus leads.  

Para isso, recomendo que você busque o apoio de ferramentas de gestão que possibilitem a utilização de assinaturas eletrônicas a partir da integração com as plataformas certificadas pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras (ICP-Brasil), como o Click Sign e o Docu Sign.  

As ferramentas de gestão que permitem integrações são capazes de criar um verdadeiro ecossistema tecnológico, reunindo todas as suas ferramentas digitais de trabalho em um só lugar. E fornecendo dados valiosos sobre o seu desempenho.  

Neste caminho, ferramentas como o CV CRM, o primeiro CRM 5.0 do mercado imobiliário, podem ser suas aliadas.  

Por ser uma ferramenta pensada especificamente para o setor da construção, incorporação, aluguel, compra e venda de imóveis, o CV CRM integra você às melhores soluções digitais do setor. 

FAQ 

O que é considerado uma assinatura eletrônica? 

Aquelas assinaturas que utilizam meios computacionais para confirmação. 

Como se faz uma assinatura eletrônica? 

Existem três modalidades de assinaturas eletrônicas: qualificada, avançada e simplificada. Para fazer uma assinatura eletrônica do tipo simplificada, você pode acessar uma plataforma de assinatura eletrônica, a exemplo do GOV.br e se cadastrar, sem necessidade de comprovação de identidade com criptografia. Para assinatura eletrônica avançada, você deverá se cadastrar em alguma plataforma reconhecida pela ICP-Brasil e seguir as orientações para comprovação de identidade e Certificado Digital, e então vincular seus dados ao documento que será assinado. A assinatura eletrônica qualificada somente pode ser feita com Certificado Digital emitido exclusivamente pelo ICP-Brasil através da plataforma GOV.br ou ferramentas que possuem integração com o sistema do governo. 

Reunindo tudo em um só lugar  

As chamadas integrações nada mais são do que um processo em que dois ou mais aplicativos são reunidos através de APIs para “conversar” entre si. Eles podem funcionar conjuntamente, ou trocar informações para lhe oferecer uma gestão inteligente do seu trabalho.  

Os sistemas se comunicam para otimizar o seu processo de captação, gestão, e relacionamento com leads. Isso é precisamente o que o CV CRM faz pelo seu trabalho cotidiano.  

Além de otimizar o uso das assinaturas eletrônicas, com a possibilidade de integração com Click Sign e Docu Sign, o CV CRM tem integração com: 

  • Ferramentas de automação de marketing, como RD Station, SharpSpring e Zapier 
  • Ferramentas de automação de atendimento (chatbots), como BotMaker, JivoChat, Blip e Contako 
  • Ferramentas de gestão de recursos, como SIENGE e UAU 
  • Ferramentas de pagadoria, como LinkPay  
  • Portais imobiliários, como OLX 
  • Integração com seus anúncios do Facebook  
  • E muitas outras!  

O mercado imobiliário está mudando, e o que os gestores esperam de você é que acompanhe essas mudanças mostrando resultados! Boa sorte!  

Você já conhece o CV CRM?

Este conteúdo gratuito é oferecido para você pelo CV CRM, o único CRM 5.0 do mercado imobiliário da venda ao pós-venda. Com uma década de experiência, mais de 650 incorporadoras clientes e 155 mil corretores de imóveis associados, o CV é líder de mercado e te entrega um panorama total da sua gestão comercial na tela do computador.      

Da prospecção de leads à prestação de assistência técnica, você garante otimização e agilidade em todos os seus processos internos, da pré à pós-venda. Acesse o site do CV e saiba mais!       

Para conhecer mais sobre mercado imobiliário, corretagem de imóveis e outros assuntos atuais, acompanhe o Blog do CV e nos siga no Instagram. 

Você também vai gostar de:

Olá, cliente!

Gostou do CV e quer descobrir mais sobre nossas possibilidades? Entre em contato com a gente via Chat ou WhatsApp e saiba como podemos te ajudar!

WhatsApp

Entre em contato pelo WhatsApp CV!

Chat Online

Entre em contato pelo Chat Online CV!

Voltar

Solicite Demonstração