Áreas de atuação do Corretor de Imóveis: conheça as possibilidades

Áreas de atuação do Corretor de Imóveis: conheça as possibilidades

A profissão de corretor de imóveis comemorou, neste ano de 2021, 59 anos de existência. Prestes a se tornar sexagenária, a atividade foi se aperfeiçoando ao longo dos anos até chegar ao formato que é hoje. A atuação nesse ramo pode envolver diversas áreas de atuação do corretor de imóveis e, hoje, o Blog do CV vai mostrar algumas dessas possibilidades, além de contar um pouco da história da profissão.

No início do século XX, o mercado imobiliário começou a se tornar cada vez mais movimentado no Brasil. A necessidade de um intermediador nos processos de compra e venda de imóveis era latente e os primeiros profissionais do setor surgiram durante a presidência de Getúlio Vargas. Porém, apenas na década de 60 foi que a atividade conseguiu passar por um processo de regulamentação.

Em 27 de agosto de 1962, a profissão de corretor de imóveis foi regulamentada no Brasil através da Lei nº 4.116. Para se tornar corretor, o profissional deve ser inscrito no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) do seu estado. Só podem se inscrever os profissionais formados em curso Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) ou curso superior em Gestão Imobiliária.

Para muitas pessoas, ser um corretor de imóveis significa trabalhar apenas com compra e venda de imóveis. Mas, o Blog do CV vai mostrar que ser corretor é muito mais do que isso. Fizemos uma lista de algumas das atividades que esse profissional também pode exercer e trouxemos para você! Confira abaixo.

Áreas de atuação do Corretor de Imóveis

  1. Administrador de Imóveis

Administrar um imóvel não é tarefa simples. Estão entre as funções do administrador imobiliário a elaboração dos contratos, a cobrança dos alugueis, ações de despejos, além de conhecer bem os direitos da vizinhança, leis estaduais e municipais e tributação de imóveis. Portanto, para atuar nesta área, é preciso que o profissional esteja disposto a estar constantemente estudando e se atualizando.

E é por isso que alguém com formação no mercado imobiliário é uma boa opção para fazer essa gestão. Esta é uma área que, com certeza, pode ser preenchida por um corretor de imóveis. Ele pode colocar os seus conhecimentos em prática, não só na gestão da locação e gestão de condomínio, mas também na resolução de disputas. 

Imagine ter alguém para cuidar da manutenção do seu imóvel e receber os aluguéis. Ou ainda, para resolver de forma amigável disputas familiares ou judiciais. Sem falar na possibilidade de ter um profissional responsável pelo recebimento dos valores do condomínio, pela gestão desse dinheiro e pela apresentação de um balanço aos condôminos. Tudo isso pode ser realizado por um corretor de imóveis.

  1. Avaliador de Imóveis

Nesse caso, não basta apenas ser registrado no CRECI. Para atuar nessa função, o corretor de imóveis precisa realizar um curso específico de Avaliação Imobiliária. Com o curso concluído, o profissional deve solicitar o registro no Cadastro Nacional de Auditores Independentes – CNAI para poder, então, avaliar propriedades.

O perito avaliador de imóveis é um profissional capacitado para avaliar imóveis com base em informações técnicas, por isso a necessidade do curso profissionalizante. Ele deve garantir que o cliente não faça um mau negócio. É esse profissional que pode fazer, inclusive, a avaliação patrimonial que é usada como prova em diversos processos judiciais.

Ao colocar um imóvel a venda, qual a primeira pergunta que vem à nossa mente? “Quanto vale o meu imóvel?” E é aí que entra o perito avaliador de imóveis.

Um bom corretor pode também ser um perito avaliador. Essa é uma forma de aumentar os ganhos, pois ainda é baixo o número de corretores que realizam as duas funções. O que pode ser um bom nicho para investir já que o profissional pode ser requisitado tanto por empresas quanto por pessoas físicas.

  1. Captador de Imóveis

Este é um papel importante nas transações imobiliárias. O captador de imóveis ou angariador imobiliário é um profissional especializado em atrair clientes proprietários para a imobiliária. O objetivo é aumentar a carteira de imóveis a ser negociada pela empresa. Esta atividade pode ser exercida pelo corretor de imóveis.

A área de captação consiste basicamente em captar imóveis para que os corretores realizem as vendas. Mas não é só isso. A captação envolve ainda o processo de formalização do imóvel e o profissional atua na verificação de todos os documentos necessários para que a propriedade seja formalizada. Ele cuida de toda a parte burocrática dessa etapa.

Além disso, o captador de imóveis também efetiva a entrada de novas propriedades na carteira do corretor de imóveis, ampliando o leque de possibilidades.

Na organização de uma imobiliária é indispensável a existência do profissional de angariação. Assim como o corretor que fará a venda do imóvel. Por esse motivo, não é raro encontrar as mesmas funções em um único profissional. Muitas vezes o corretor é responsável tanto pela captação do imóvel quanto pela negociação do mesmo.

  1. Gestor de Fundos Imobiliários

Um gestor de fundos é o profissional responsável por investir recursos de terceiros através de um fundo de investimento. Ele usa estratégias delineadas e regulamentadas para tais aplicações. Para exercer essa função, o gestor deve ser pessoa física ou jurídica credenciada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) como administrador de carteiras de valores mobiliários.

São várias as atribuições do gestor. É ele quem delibera sobre as estratégias de investimento do fundo e a alocação de capital. Além disso, ele é o responsável por buscar as melhores oportunidades do mercado com o objetivo de maximizar os retornos aos seus cotistas.

Pelos seus serviços, o administrador do fundo é remunerado pela cobrança de uma taxa de administração. Ele pode ainda, a depender da classe de fundo de investimento que adquira, cobrar taxas de performance, bem como taxa de ingresso e saída, nos termos da regulamentação.

Esta é uma das áreas de atuação do corretor de imóveis. Esse profissional fica responsável por gerenciar as carteiras de investidores. Dessa forma, é necessário ter conhecimentos sólidos sobre impostos, taxas e rentabilidade de aplicações e fundos de investimento.

  1. Prospector de área

O corretor de imóveis pode ser um especialista em prospecção de área. Ele atua, de forma geral, em construtoras e incorporadoras. Sua principal atividade é a busca por áreas que possam ser utilizadas como loteamento por essas empresas do setor imobiliário.

Para atuar nessa área, é importante que o profissional tenha conhecimento sobre ocupação de solo na região onde o terreno está localizado. Também é necessário que a legislação relacionada esteja na ponta da língua!

A prospecção, análise e aquisição de um terreno são as atividades iniciais para o desenvolvimento de empreendimentos imobiliários. Com frequência, a incorporadora realiza a análise de dezenas de imóveis para que seja possível, então, adquirir um terreno. Daí a importância dessa profissão que pode ser exercida por um corretor de imóveis.

Ao atuar nessa área, o corretor tem uma ótima oportunidade para ter bons rendimentos. Afinal, ao encontrar grandes áreas para a viabilização de empreendimentos imobiliários, a sua comissão tende a ser alta.

  1. Mercado de Luxo

O mercado de imóveis de luxo é uma área em que o corretor de imóveis pode se especializar. Porém, é importante que o profissional entenda que este é um segmento diferente do tradicional e que, para atender as demandas desse mercado, é preciso se especializar.

Essa necessidade existe não só em relação aos imóveis, mas também no que diz respeito ao atendimento aos clientes. Este é um público exigente e os imóveis possuem diversas particularidades.

A venda de imóveis de luxo vem crescendo bastante no Brasil, porém é uma atividade que exige muita atenção e cuidado por parte do corretor de imóveis. O primeiro passo é entender os pontos que caracterizam um imóvel de luxo como localização, arquitetura, acabamento, área de lazer e tecnologia, entre outros.

Atuar como corretor no mercado de luxo oferece, ao profissional, muitas vantagens. Veja algumas delas:

  • As comissões são altas, pois os imóveis têm valor mais elevado;
  • Os imóveis possuem alta qualidade arquitetônica, trazendo a satisfação do cliente de forma mais fácil, além de ter segurança num investimento imobiliário valioso;
  • A documentação dos imóveis de luxo são bem organizadas, possibilitando um financiamento imobiliário mais ágil e até a rapidez na hora da transferência de proprietário no cartório;
  • Os clientes gostam de indicar os serviços de um bom profissional aos amigos e conhecidos, aumentando a cartela de clientes.

 

Conclusão

Agora que mostramos algumas das áreas de atuação do corretor de imóveis, você, que tem interesse na profissão, pode aumentar o seu leque de possibilidades. O importante é sempre buscar o maior número de informações e certificações adequadas para cada atividade.

 

Você já conhece o CV? 

Este conteúdo é oferecido para você pelo Construtor de Vendas, o CRM mais completo do mercado imobiliário. Contando com as soluções de prospecção, venda, relacionamento, gerenciamento e integração, o CV te permite ter um panorama total da sua gestão comercial na tela do computador.

Da prospecção de leads ao pós-venda, você garante otimização e agilidade nos seus processos internos. Quer conhecer mais? Acesse o site do CV!

Para saber sobre o mercado imobiliário, gestão de vendas e outros assuntos atuais, acompanhe o blog e nos siga no Instagram.

Está achando que acabou? Não mesmo! Acompanhe outros posts aqui no Blog do CV!

Você também vai gostar de:

Olá, cliente!

Gostou do CV e quer descobrir mais sobre nossas possibilidades? Entre em contato com a gente via Chat ou WhatsApp e saiba como podemos te ajudar!

WhatsApp

Entre em contato pelo WhatsApp CV!

Chat Online

Entre em contato pelo Chat Online CV!

Voltar

Solicite Demonstração