Moradia inteligente: novas práticas e novos modelos de negócio imobiliário

O segmento imobiliário é conhecido por pouco inovar. Entretanto, alguns modelos de negócio estão surgindo para provar o contrário. Esse é o caso do conceito de moradia inteligente.

Falamos bastante aqui sobre como a tecnologia pode ser usada no processo de compra de um imóvel, mas hoje vamos discutir como a tecnologia está influenciando nos comportamentos de moradia e por que todos os agentes do mercado imobiliário precisam estar atentos a essas mudanças.

O que são moradias inteligentes?

O conceito de moradia inteligente vai além do conceito de casa inteligente, pois diz respeito a um conjunto de medidas, que envolvem tecnologias digitais, para otimizar a rotina dos moradores não só em suas próprias casas, mas na relação com o bairro onde vivem, com a cidade e com a vizinhança através de medidas que influenciam, por exemplo, na redução de custos de moradia e nos impactos ambientais.

Ou seja, a tendência da moradia inteligente (ou smart living) está diretamente ligada com a qualidade de vida da população e não apenas do indivíduo. Dessa forma, as residências estão cada vez mais conectadas às cidades.

Sistemas de portarias inteligentes, fechaduras eletrônicas, smart lockers, áreas comerciais integradas, etc. São exemplos de sistemas que fazem parte das moradias inteligentes. Mas quando pensamos de forma mais macro, podemos adicionar a essa lista: painéis fotovoltaicos ou recursos de gerenciamento digital de energia, por exemplo. 

Sendo assim, o conceito de moradia inteligente é mais amplo que os conceitos de casa inteligente ou casa conectada, apesar de estarem interligados.

Moradia inteligente, casa inteligente e casa conectada

Além do conceito de moradia inteligente, é interessante deixar claro que existe diferença, ainda, entre casa inteligente e casa conectada. 

No primeiro caso, todos os processos são automatizados, ou seja, as ações são executadas sem precisar da intervenção do morador. Exemplo: Se você tem uma cafeteira conectada à internet e programa o sistema do aparelho para fazer café todos os dias, às 7h, você automatizou o processo de fazer café e não necessita mais de comando diários para essa atividade. 

Na casa conectada, você pode pedir para que a cafeteira execute a ação de fazer café através do comando de voz. Nesse caso, precisou-se da intervenção do morador no processo. 

Pilares da moradia Inteligente

moradia inteligente: ilustração de uma casa saindo da tela de um tablet.

Seja na ligação entre uma casa e os aparelhos internos a ela ou na conexão entre moradias e bairros ou cidades, existem pilares que compõem o conceito de moradia inteligente. São eles: Conectividade, automação, segurança e sustentabilidade. 

Conectividade

Como o próprio nome já diz, precisa haver conexão para que um empreendimento se enquadre no conceito de moradia inteligente

É através da conexão (que pode ser via Bluetooth, Wi-Fi ou outras tecnologias) que os dispositivos de uma casa se comunicam entre si e com o morador. 

É também através da conectividade que moradores podem ser alertados diretamente em seus celulares acerca do próprio consumo de energia, por exemplo.

Automação

Já a automação permite que os dispositivos da casa funcionem sem que haja intervenção de uma pessoa. Você pode, por exemplo, programar um dispositivo de iluminação inteligente para que a lâmpada acenda às 18h.

Processos externos à casa também podem ser automatizados. No exemplo acima acerca do consumo de energia, é possível estabelecer um limite de energia gasto e todas as vezes que uma residência ultrapassar esse limite, automaticamente, os moradores podem receber notificações em seus dispositivos digitais.

Segurança

A segurança é um critério para qualquer moradia. Dentro do contexto de moradia inteligente, esse fator também pode ser digitalizado e automatizado tanto dentro das casas, quanto em volta, nos condomínios, bairros e cidades. 

Dispositivos de segurança inteligentes como câmeras de segurança, sensores de movimento e alarmes podem ser utilizados para garantir a segurança das casas e também dos arredores.

Sustentabilidade

Sustentabilidade é um pilar muito importante no que diz respeito à coletividade. A escolha pelo uso de sistemas inteligentes para promover a sustentabilidade parte da conscientização de que para ter qualidade de vida, é necessário que a sociedade viva em harmonia.  

Mas além disso, é papel das construtoras e incorporadoras criarem empreendimentos que estejam alinhados aos princípios da construção sustentável, que é um dos pilares das empresas ESG.  

É comum que ao falamos sobre empresas ESG no segmento da construção, voltemos os nossos olhos para processos de construção sustentáveis e não, necessariamente, a um produto sustentável como resultado, a exemplo de empreendimentos que possuem painéis fotovoltaicos, sensores de presença ou torneiras com temporizador, por exemplo. 

Infográfico sobre experiencia do cliente

Então por que uma construtora ou incorporadora precisa construir empreendimentos que se enquadrem no conceito de moradia inteligente

Principalmente porque sustentabilidade já é um critério de escolha dos consumidores brasileiros na hora de comprarem as suas casas. Segundo pesquisa da Opinion Box, sustentabilidade é um tema relevante para 82% dos brasileiros e 37% já disseram deixar de consumir de empresas que não estão alinhadas às práticas sustentáveis. Veja matéria da Forbes sobre a pesquisa. 

Além disso a busca por imóveis mais conectados com a natureza também deixa claro que existe mudança no comportamento do comprador de imóvel e na sua relação com o meio ambiente. Em pesquisa realizada pela Offerwise: 

[citação] “73% dos entrevistados passaram a ver seus lares de forma diferente e estão mais criteriosos na hora de fechar o negócio. O levantamento aponta que 28,4% das pessoas estão optando por escolher imóveis que estejam próximos a áreas verdes e 25% buscam empreendimentos com área de lazer.” Fonte: O Hoje 

Por que as empresas e profissionais de venda de imóveis precisam entender o conceito de moradia inteligente?

moradia inteligente: ilustração de uma casa grande, moderna, com um carro na garagem. Em volta da casa alguns ícones que representam conexão.

É importante lembrar que a adoção de práticas de moradia inteligente também pode ajudar a reduzir os custos de moradia e ajudar a resolver o déficit habitacional do Brasil, que ainda é um dos países que mais sofre com esse problema no mundo. 

Neste ano de 2023, inclusive, o Programa Minha Casa, Minha Vida adotou práticas de moradia inteligente justamente com o objetivo de reduzir esses custos, otimizar o uso de recursos como água e energia e reduzir os impactos ambientais. Saiba mais nessa matéria da Folha de São Paulo. 

Existe ainda outra resposta simples para a pergunta desse tópico, que é: as empresas e profissionais de venda de imóveis precisam entender o conceito de moradia inteligente para criar produtos diferentes, que realmente facilitem a vida dos moradores e, como consequência, aumentar o número de vendas e melhorar a relação com os clientes

Novos modelos de negócio

Um dos maiores cases de moradia inteligente é a Housi, empresa que une moradia inteligente aos consumidores finais dos imóveis através da parceria com incorporadores. 

A Housi nasceu para resolver dores, principalmente, de investidores que, ao receberem os imóveis comprados, não sabiam ao certo o que fazer com o produto. A empresa usou, então, conceitos de moradia inteligente para que o empreendimento se tornasse mais atraente para o consumidor final e, com isso, aumentasse o valor do produto

É sob essa justificativa que a Housi transforma os empreendimentos comuns em moradia inteligente para otimizar a vidas dos moradores e conectar pessoas e serviços. 

Se você ainda não conhece ou quer entender melhor o modelo de negócios da Housi, veja esse episódio do CV na Prática. Conversamos com Gabriela Amaral, Diretora de Expansão e Novos Negócios da Housi, sobre o futuro da incorporação através da moradia inteligente

Você já conhece o CV CRM?

Este conteúdo gratuito é oferecido para você pelo CV CRM, o único CRM 5.0 do mercado imobiliário e o maior do Brasil. O CV é a plataforma que gerencia sua jornada comercial da pré-venda à pós-venda, transformando digitalmente as incorporadoras nacionais. Com 11 anos de experiência, mais de 850 incorporadoras clientes e 170 mil corretores de imóveis associados, o CV é líder de mercado e te entrega um panorama total da sua gestão comercial na tela do computador. 

Saiba mais sobre o CRM oficial de 30 das 100 maiores construtoras do país: solicite uma demonstração

Você também vai gostar de:

Olá, cliente!

Gostou do CV e quer descobrir mais sobre nossas possibilidades? Entre em contato com a gente via Chat ou WhatsApp e saiba como podemos te ajudar!

WhatsApp

Entre em contato pelo WhatsApp CV!

Chat Online

Entre em contato pelo Chat Online CV!

Voltar

Solicite Demonstração