Entenda o Funcionamento do SFI no Mercado Imobiliário

A imagem apresenta as mãos de uma pessoa que está escrevendo em um caderno pequeno enquanto faz contas em uma calculadora. Na mesa aparecem também um molho de chaves, uma casinha de madeira e um pote de vidro com algumas moedas dentro.

O Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) é uma alternativa viável para quem deseja realizar o sonho de ter um lar próprio, mas não se encaixa nas rígidas regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). De forma mais flexível, ele oferece condições mais amplas de financiamento, atendendo a um público mais diverso e expandindo as possibilidades no mercado imobiliário.

O SFI é essencial quando se fala em sucesso dentro do Setor. Mas para você que quer saber mais sobre o tema, neste artigo iremos falar o que é o SFI, a motivação de estar sempre atento a ele, seu conjunto de regras e regulamentos e sua essencialidade para navegar eficazmente no Mercado Imobiliário e alcançar resultados sólidos. 

O que é SFI?  

O Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) é uma ferramenta dentro do Mercado Imobiliário brasileiro, que tem diversas diretrizes. Ela oferece uma gama de opções de financiamento para empreendimentos de diversos tipos e tamanhos.  

Uma das principais características do SFI, Leitor, é que ela é flexível. Isso mesmo que você leu. E a sua flexibilidade permite a realização de operações financeiras, tanto para imóveis residenciais quanto comerciais, bem como para empreendimentos de valores diferenciados.  

Contudo, para poder usufruir potencialmente das oportunidades o SFI pode oferecer a você, saiba que gestores imobiliários compreendem as nuances e os requisitos específicos desse sistema.  

Caso queira se aprofundar no SFI, saiba que, assim como os demais gestores, você precisa compreender os critérios de elegibilidade para financiamento, os tipos de garantias exigidas, as taxas de juros praticadas e os prazos de pagamento. 

O que você precisa saber mais sobre o SFI 

A imagem possui o fundo azul turquesa e apresenta quadro cubos de madeira. Em cada cubo há um ícone, sendo eles: verificação, uma casinha com cadeado, um cadeado fechado e um cadeado em um computador.

O que mais você precisa estar ciente? Bom, dentre as últimas atualizações e mudanças regulatórias que afetam o SFI, algumas delas têm impacto significativo quando se pensa nas estratégias de financiamento e quais os modelos de negócio do se deve aplicar no Setor Imobiliário. 

Logo, é possível visualizar por qual razão o SFI desempenha um papel tão primordial dentro do Mercado Imobiliário Brasileiro, já que ele: 

  • Oferece uma ampla gama de oportunidades de financiamento para empreendedores e investidores; 
  • E para gestores do mercado imobiliário, ele é crucial para aproveitar ao máximo essas oportunidades e alcançar o sucesso nos negócios.  

Com isso, saber as últimas tendências e regulamentações do SFI, é ter consciência de que você estará preparado para adaptar todo o seu negócio e obter bons resultados a longo prazo.  

SFH versus SFI: entenda as diferenças no Setor Imobiliário  

Falamos de SFI até agora, mas no mercado imobiliário brasileiro não existe só ele, mas dois sistemas de financiamento, que desempenham papéis distintos, mas igualmente importantes.  

E além do SFI, temos o Sistema Financeiro da Habitação (SFH). Apesar de ambos terem a missão de facilitar o acesso ao crédito para aquisição de imóveis, suas características e abordagens são completamente diferenciadas.  

E gestores só têm conhecimento das diferenças entre SFH e SFI quando se veem diante das decisões financeiras que precisam tomar e informar. Até porque eles precisam estar adequados às necessidades específicas de cada cliente ou empreendimento. 

Por este motivo, ao explorar quais tons aplicar se for pelo caminho do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) ou do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), saiba que existe uma diferença no seu público-alvo, nos limites de financiamento, nas taxas de juros e nas exigências de garantias.  

Com certeza, você deve estar se perguntando como funciona na prática. Que tal poder ver as diferenças através do Portal VGV? Se liga no conteúdo.

Aprofundando os métodos  

Agora, eu vou diferençar os tópicos que falei acima. Desta maneira, você poderá compreender essas distinções e os profissionais do mercado imobiliário que estão atuando com você poderão oferecer orientações precisas e soluções financeiras aos seus clientes. 

  1. Público-Alvo: 

O SFH é direcionado principalmente para pessoas físicas que desejam adquirir imóveis residenciais para uso próprio, oferecendo condições vantajosas de financiamento, como taxas de juros mais baixas e prazos estendidos de pagamento. Por outro lado, o SFI atende a uma gama mais ampla de clientes, incluindo pessoas físicas e jurídicas, e abrange não apenas imóveis residenciais, mas também comerciais e industriais. 

  1. Limites de Financiamento: 

No SFH, existem limites máximos de financiamento estabelecidos pelo governo, que variam de acordo com a região e o valor do imóvel. Já no SFI, os limites de financiamento são mais flexíveis e podem ser ajustados de acordo com as políticas de crédito de cada instituição financeira, permitindo maior liberdade de negociação entre as partes envolvidas. 

  1. Taxas de Juros 

As taxas de juros do SFH são geralmente mais baixas do que as do SFI, devido às políticas governamentais de incentivo à habitação popular. No entanto, as taxas de juros do SFI podem ser mais competitivas para clientes com perfil de crédito mais sólido ou para operações de maior porte. 

  1. Exigências de Garantias: 

No SFH, o imóvel financiado serve como garantia para o empréstimo, e o não pagamento das prestações pode levar à retomada do imóvel pelo banco. Já no SFI, as exigências de garantias podem variar de acordo com a política de crédito da instituição financeira, podendo incluir outras formas de garantia além do próprio imóvel. 

Embora o SFH e o SFI compartilhem o objetivo comum de facilitar o acesso ao crédito para aquisição de imóveis, suas diferenças fundamentais em termos de público-alvo, limites de financiamento, taxas de juros e exigências de garantias os tornam adequados, mas saiba que para diferentes perfis de clientes e situações de mercado.  

Por isso, se atenha a entender essas diferenciações, quem atua dentro do mercado imobiliário poderá ofertar orientações necessárias e saídas financeiras adaptas para atender às necessidades específicas que cada cliente ou empreendimento pode ter. 

Saiba mais sobre Leilão SFI 

A imagem possui o fundo azul claro e apresenta três cubos de madeira com um cifrão em cada um telas.

No Mercado Imobiliário, as palavras “Leilão SFI” se declaram como a um tipo específico de leilão de imóveis. E uma dúvida que deve surgir é: – O que envolve esse método? O Leilão SFI abrange propriedades que foram financiadas pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) e estão indo à leilão para recuperação de crédito ou liquidação de garantias. 

 Características do Leilão SFI   

  1. Origem das Propriedades: Os imóveis leiloados no âmbito do SFI geralmente são propriedades que foram adquiridas com financiamento imobiliário através do próprio sistema. Isso significa que os imóveis em leilão podem ser residenciais, comerciais ou industriais e foram adquiridos por meio de operações de crédito mais flexíveis do que aquelas oferecidas pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH). 
  1. Motivo do Leilão: Os imóveis são leiloados geralmente como resultado de inadimplência por parte do mutuário, ou seja, a pessoa ou empresa que tomou o empréstimo para a compra do imóvel não conseguiu cumprir com as obrigações financeiras, como pagamento de prestações, impostos ou taxas associadas ao financiamento. 
  1. Processo de Leilão: O leilão SFI segue os procedimentos padrão de um leilão imobiliário, onde os imóveis são colocados à venda por um lance inicial determinado pelo leiloeiro. Os interessados em adquirir o imóvel fazem lances durante o evento do leilão, e o imóvel é vendido para o maior lance aceito. 
  1. Vantagens e Desafios: Participar de um leilão SFI pode representar uma oportunidade para adquirir imóveis a preços abaixo do mercado, especialmente se houver poucos interessados no evento do leilão. No entanto, é importante estar ciente das condições do imóvel, possíveis dívidas associadas e do processo de compra em si, que pode ser complexo e envolver riscos. 

Apesar de ser uma modalidade específica de leilão de imóveis, esse método relacionado à recuperação de crédito ou liquidação de garantias em casos de inadimplência por parte dos mutuários.  

Claro que aqui é uma opção que você pode considerar se busca oportunidades de investimento imobiliário, por exemplo. Contudo, se atente. Seja diligente na avaliação dos imóveis e durante o processo de compra. 

Guia do que fazer  

Aqui você ficou sabendo o que é o SFI, algumas dicas adicionais que podem ser exploradas para garantir que os leitores estejam cientes ao participar de um leilão SFI, é importante fazer: 

  • Pesquisa Prévia: 

Antes de participar de um leilão SFI, é essencial realizar uma pesquisa completa sobre o imóvel que está sendo leiloado. Isso inclui verificar o histórico do imóvel, sua localização, condições físicas, eventuais pendências legais, dívidas associadas e quaisquer outros detalhes relevantes que possam influenciar a decisão de compra. 

  • Orçamento e Financiamento: 

Estabeleça um orçamento claro e realista antes de participar do leilão. Além disso, verifique antecipadamente as opções de financiamento disponíveis, caso seja necessário. Algumas instituições financeiras podem oferecer linhas de crédito específicas para aquisição de imóveis em leilão, mas é importante avaliar as condições e custos envolvidos. 

  • Participação Consciente: 

Ao participar do leilão, esteja ciente de que o processo pode ser acelerado e competitivo. Mantenha a calma e seja disciplinado em relação ao seu limite de lance. Não se deixe levar pelo calor do momento e evite fazer lances além do seu orçamento pré-estabelecido. 

  • Inspeção do Imóvel: 

Se possível, agende uma inspeção prévia ao imóvel antes do leilão. Isso permitirá uma avaliação mais detalhada das condições físicas do imóvel e ajudará a evitar surpresas desagradáveis após a compra. Se não for possível realizar uma inspeção física, procure por informações e fotos detalhadas fornecidas pelo leiloeiro. 

  • Avaliação Jurídica: 

Considere a contratação de um profissional jurídico especializado em leilões imobiliários para revisar os documentos e garantir que todos os aspectos legais estejam em conformidade. Isso pode ajudar a evitar problemas futuros relacionados à posse do imóvel ou questões legais não identificadas anteriormente.  

  • Margem para Custos Extras: 

Esteja preparado para custos extras além do preço de compra do imóvel. Isso pode incluir taxas de comissão do leiloeiro, impostos de transferência de propriedade, despesas legais, custos de manutenção e reparos, entre outros. Tenha uma margem de segurança para lidar com esses custos adicionais sem comprometer suas finanças. 

O que você aprendeu neste artigo?  

Dicas, os potenciais compradores estarão mais bem preparados e cientes dos desafios e oportunidades envolvidos quando de estar atento a SFI, inclusive se for pelo lado do leilão SFI também.  

Saiba que uma pesquisa, planejamento e diligência são essenciais para ter uma experiência de compra bem-sucedida e satisfatória. Aqui no Blog do CV, a gente sempre espera que as dicas ajudem você, leitor, a estar bem preparado, principalmente a instruir cientes dos desafios e oportunidades envolvidos na se forem levados a optar ir pelos caminhos do SFI.  

Desejamos sucesso e boa sorte nessa etapa. Certeza de que isso tudo garantirá uma experiência mais satisfatória e bem-sucedida. Foi interessante para você? Se sim, compartilhe com a sua rede e comente pontos que você gostaria de saber mais aqui no Blog do CV. Até a próxima.     

Você pode gostar também H2    

Lean Construction: A metodologia para otimizar as obras | CV CRM 

Certificação Edge para construtoras | CV CRM 

Como um CRM reduz custos de uma Incorporadora? | CV CRM 

Você já conhece o CV CRM?     

Este conteúdo gratuito é oferecido para você pelo CV CRM, o único CRM 5.0 do mercado imobiliário e o maior do Brasil. O CV é a plataforma que gerencia sua jornada comercial da pré-venda à pós-venda, transformando digitalmente as incorporadoras nacionais. Com 11 anos de experiência, mais de 950 incorporadoras clientes e 200 mil corretores de imóveis associados, o CV é líder de mercado e te entrega um panorama total da sua gestão comercial na tela do computador.          

Saiba mais sobre o CRM oficial de 30 das 100 maiores construtoras do país: solicite uma demonstração.    

Você também vai gostar de:

Olá, cliente!

Gostou do CV e quer descobrir mais sobre nossas possibilidades? Entre em contato com a gente via Chat ou WhatsApp e saiba como podemos te ajudar!

WhatsApp

Entre em contato pelo WhatsApp CV!

Chat Online

Entre em contato pelo Chat Online CV!

Voltar

Solicite Demonstração